Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘dinheiro’

– Pensei em você, hoje!

Pensando na vida…

– Pensei em como vive, ama, dorme, se diverte!

– Em como você trabalha!

– Em como você sobrevive, se alimenta, sorri… existe!

– Pensei em você como gente, pessoa… humano!

– Pensei nos seus olhos vivos, nos seus desejos secretos, na sua alma, no seu sorriso bonito.

– Pensei na sua mulher querida, nos seus filhos saudáveis, no seu pai que é tão bacana, na sua mãe tão amada, nos seus irmãos tão amigos, nos seus amigos tão irmãos, na sua presença no mundo, no seu dia-a-dia.

– Pensei no lugar em que mora, no lugar em que trabalha, onde seus filhos estudam, no restaurante onde come, na igreja onde agradece, na comunidade em que vive.

– Pensei nas suas viagens, na sua cobertura fantástica, no seu carro de mil cavalos, no seu celular da hora, no seu relógio de ouro, nas suas roupas de marca.

– Pensei no seu som importado, no seu computador de mil gigas, na sua poupança gorda, na sua digital incrível, no seu home theater enorme, no seu dvd prateado, na sua tv de plasma, nos seus controles remotos.

– Pensei na sua existência árdua, no tempo que lhe falta para curtir tanta coisa, para ser feliz com isso.

– Pensei em como foi difícil juntar tanta coisa cara, pagar tanta coisa inútil, sobreviver à feroz ansiedade de comprar cada coisa nova que o mundo oferece aos tolos.

– Pensei no seu coração, na sua hipertensão que avança, no seu stress doloroso que lhe mata pouco a pouco.

– Pensei naquelas suas noites em que a cama é feita de espinhos.

– Pensei em como você, às vezes, fica tão deprimido, em como você, às vezes, está alegre e fica triste.

– Pensei em você, hoje!, e também pensei em mim.

– Também acontece comigo. Eu também acho que sou esperto, importante, que tenho tudo na vida.

– E daí que o emprego me mata, que as obrigações me infernizam, e daí que sustento o monstro pra ele ficar de pé!

– E daí que chupam meu sangue, que eu não tenho tempo pra nada, e daí que a empresa consome tudo o que tenho na vida!

– E daí que os meus neurônios estão se transformando em chips!

– E daí que eu sou um idiota e não enxergo isto!

Read Full Post »

– Rapaz, você não faz idéia da vida de um blogueiro brasileiro que publica matéria todos os dias!

– Falar da própria vida enche o saco!
– Falar da tua, você não toma jeito!
– Não agüento mais ver a cara do governo!
– Corrupção, vixe!
– Maracutaias, eca!
– Hipocrisia, o diabo escreve!
– Violência, todos os dias!!!
– Cara-de-pau, só com óleo de peroba!
– Bandidagem, só se for a toda hora!
– Cinismo, não posso nem ver!
– Demagogia, haja papel!
– Mídia, só se não for a Globo!
– Igreja, Deus nos livre!
– Polícia, questão de polícia!
– Empresariado, sempre querem mais!
– Ecologia, agronegócio demais!
– Dinheiro, não gosto de banqueiros!
– Educação, já falei demais!
– Saúde, doença é assunto ruim!
– Habitação, não tenho casa própria!
– Miséria, só eu que vejo!
– Poluição, só se for a mental!
– Big Brother, falar mais o quê!
– Novela, futilidades!
– Globo, não gosto de governo paralelo!
– Mundo, gente demais falando!
– Políticos, não tem mais letras no alfabeto!

——-

– Pois é: o que um blogueiro brasileiro publicaria numa QUINTA?
– Tudo já foi dito!
– Tudo já foi escrito!
– Falado!
– Televisado!
– Fotografado!

– Meu Deus, o assunto do Brasil e do mundo está acabando!
– Tudo é redundância e não quero ser redundante!

– Quero ser uma metáfora nas páginas do meu blog!
– Quero fugir da mesmice do Brasil e do mundo!
– Quero inventar uma história que:
– Você ainda não viveu.
– Não viu.
– Não leu.
– Não ouviu.

– Quero reinventar o Brasil… e por que não o mundo!
– Quero reinventar o homem… e por que não o brasileiro!
– Quero eternizar a esperança… matar de uma vez por todas o medo!

——-

– Mas que merda!
– Ainda continuo sem assunto e a redundância é sempre a minha melhor opção!
– Divirta-se com a mesmice!

Read Full Post »

De início, o trabalho do homem pega uma pequena parcela da terra sendo que é impossível usufruir tudo.

O dinheiro não seria necessário caso houvesse sempre tamanha abundância para aqueles que usassem do mesmo esforço. É no trabalho que se estabelece o valor entre as coisas.

De certo aquele que se apropria da terra através do seu trabalho, aumenta as reservas da humanidade, pois aumenta a cultuação daquele acre. As terras incultas rendem um pouco mais de valor que o nada.

Com o tempo através do dinheiro e das leis, as diversas comunidades estabeleceram limites da propriedade através de pactos e acordos, todos legitimados através do trabalho.

Mesmo assim, há uma grande parcela de solo disponível. Aqueles que no começo tinham as propriedades coletadas na natureza, deveriam cuidar delas para que não estragasse antes de usar.

Locke afirma que acumular pedras preciosas é justificável, pois o exagero dos limites da propriedade não reside na extensão de sua posse e sim no perecimento inútil da mesma. Desse modo institui-se o uso do dinheiro, um instrumento durável que pode ser utilizado sem estragar.

Isso possibilitou o acúmulo de recursos e que os homens aumentasse suas posses.

Dessa forma, com as diferenças de possibilidades do uso de terra, alguém pode possuir justamente mais que outro.

Fonte: Dois Tratados do Governo Civil – Jhon Locke – Ed. Martins Fontes

Read Full Post »

O mundo parece uma grande loja de doces!

E nós, parecemos um bando de crianças esperando a bexiga estourar pra pegar as balinhas dos mais diversos sabores.

Pra ganhar um docinho tem que se comportar, ou pelo menos saber fingir…

Se quiser passar no vestibular, vai ter que adquirir disciplina e estudar.

No trabalho vai ter que ralar até os ossos para depois, ser recompensado com o seu docinho, no caso o salário.

Depois de conseguir o dinheiro está na hora do consumismo.

Cuidado com a indigestão!

Procure a confeitaria mais próxima…

Tem para todos os gostos e bolsos. Pra quem é pobre procure os menores e para quem é rico os mais recheados. Para quem é diabético, procure os Diet. e para os gordinhos os Light.

O problema é que as maiorias das crianças nunca estão satisfeitas. Logo começa a choradeira.

E assim vamos vivendo essa doce ilusão chamada modernidade que mais do que nunca, parece à fantástica fábrica de chocolate.

Read Full Post »

Somente quando a última árvore for derrubada, o último peixe morto e o último rio envenenado, que o homem irá perceber que dinheiro não se come.

Anarquismo

Os jovens na Grécia estão totalmente corretos quando afirmam que, num país onde predomina a corrupção, ninguém corre o risco de ser punido .

Esconde o rosto com lenços e capuzes – aliás eles são chamados de encapuzados – os manifestantes mais radicais quebram e incendeiam as cidades Gregas.Em Atenas, eles costumam se reunir na praça Escarchia mesmo local aonde Aléxis foi morto.

O lugar tem ainda outro simbolismo. Está situado do lado do escola Politécnica onde a juventude travou uma batalha decisiva contra a ditadura em 1973.

Para a polícia o enfrentamento entre anarquistas e forças de ordem já se tornaram uma amarga tradição.

Fonte: Le Mounde Diplomatique Brasil

Read Full Post »

Alma do saber

Minha alma precisa saber
Não querendo aprender por aprender
Aprendendo para se satisfazer

Ela é ignorante e faminta
E vale mais do que jazidas
Não por dinheiro, não por poder
Apenas pela vontade de ser, amar e viver.

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: